Ligue-se a nós

NOTÍCIAS

NOTA DE REPÚDIO: Prefeito de Eunápolis desfere golpe mortal na Educação

Publicado

no

O prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira, acaba de desferir um golpe mortal na Educação com a instauração do  Processo Administrativo GAB Nº 001/2020, que demite todos/as os Servidores/as Contratados/as e abre prazo de 48 horas para a manifestação dos Servidores Contratados Temporariamente (Processos Seletivos Simplificados Nº 010/2019, 011/2019 e 017/2019).  

O ato do prefeito causa indignação generalizada porque revela uma faceta ainda mais cruel desse governo que vem tratando a Educação a pontapés, massacrando a classe com empenho só visto em governos tiranos,  valendo-se da Pandemia para justificar o ato irresponsável. 

Sim, porque somente a aplicação indevida dos recursos recebidos do governo federal para o enfrentamento do Coronavírus pode justificar esse ato de covardia com uma classe que vem sofrendo perdas irreparáveis, sem falar na falta de responsabilidade com os alunos, a parte mais prejudicada em toda essa batalha ideológica que enterra vidas, carreiras e sonhos. 

Veja a nota:

TRABALHADORES E TRABALHADORAS EM EDUCAÇÃO DE REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE EUNÁPOLIS-BA, EFETIVOS/AS E CONTRATADOS/AS: SAUDAÇÕES!!!

A APLB-Sindicatos dos Trabalhadores em Educação das Redes Públicas Estadual e Municipais do Ensino Pré-escolar, Fundamental e Médio do Estado da Bahia Delegacia Sindical Costa Sul Eunápolis, vem através de sua diretoria que representa Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação da Rede Pública Municipal de Ensino, REPUDIAR mais um ato IRRESPONSÁVEL da Gestão Pública municipal de Eunápolis, representado pelo Prefeito JOSÉ ROBÉRIO BATISTA DE OLIVEIRA, que através do Processo Administrativo GAB Nº 001/2020, que demite todos/as os Servidores/as Contratados/as e abre prazo insuficiente de 48 horas, para a manifestação dos Servidores Contratados Temporariamente (Processos Seletivos Simplificados Nº 010/2019, 011/2019 e 017/2019), demonstra total descompromisso com a Educação Publica de Eunápolis quando considera necessário a dispensa/exo desses Servidores no momento em que os mesmos são imprescindíveis para a manutenção do Direito Fundamental das Crianças, adolescentes e jovens, que é o Direito à Educação. Esta Entidade afirma que, além de provar que o Prefeito não tem como prioridade a Educação, tal ato viola esse Direito Fundamental, uma vez que, exonerando esses/as Trabalhadores/as, fica provado que a Gestão Municipal NÃO Planeja o atendimento aos estudantes com Aulas Remotas que poderiam minimizar o prejuízo dos mesmos, causados pela Pandemia do COVIDno-19. Essa demissão em massa desses/as Trabalhadores prova, também, que o prefeito tem se apoiado nessa Pandemia para implementar seus atos truculentos e inconsequentes, que são frutos da DECADÊNCIA e FALÊNCIA da sua malfadada Gestão. A APLB Sindicato Eunápolis afirma também que não medirá esforços para que ESTE ato desmedido seja revogado, pois não prejudica apenas os/as Trabalhadores/as, que estão à disposição da Secretaria Municipal de Educação de Eunápolis e estão realizando um trabalho de excelência na reelaboração do currículo do município, mas à toda Comunidade Escolar. 

Com isso, repudiamos veemente e também tomaremos as providências cabíveis, para a garantia desses direitos.

APLB SINDICATO EUNÁPOLIS-BA, 07 de agosto de 2020.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *