Ligue-se a nós

NOTÍCIAS

Rui Costa não comprou as 9,7 milhões de doses da vacina Sputnik anunciada por ele em marco de 2021 e agora quer culpar o ministério da saúde de sabotagem.

Publicado

no

Questionado por internautas sobre a data da chegada da vacina russa Sputnik V à Bahia, o governador Rui Costa afirmou que os governadores do nordeste, mesmo com a autorização da Anvisa para a impostação do imunizante, decidiram voltar a questionar o Ministério da Saúde. Segundo o gestor, uma carta foi enviada à pasta na intenção de buscar um posicionamento oficial em relação às vacinas.

O governador justificou o documento com base em uma possível fala do ministro Marcelo Queiroga, de que não haveria mais a necessidade de o Brasil buscar novos imunizantes.

 “Parece uma sabotagem para a chegada das vacinas. O ministério está jogando contra a vacinação”, disparou Rui durante o programa Papo Correria, nesta terça-feira (20). Na última terça (13), Rui tinha estimado o prazo de 15 dias para a chegada das 300 mil doses ao estado.

O gestor afirmou que a divulgação das cidades que poderão aplicar a Sputnik V na Bahia só serão detalhadas quando o imunizante estiver em solo baiano.

Em mais um dia de muitas conversas bonitas do governador Rui Costa, nas redes soais tratando de combate à pandemia. O  Governo havia anunciado em 24/03/2021, ao Estadão Conteúdo que a  Bahia e o Fundo Soberano Russo celebraram o contrato para a compra de 9,7 milhões de doses da vacina Sputnik V. Segundo Rui Costa, o ato ocorreu na segunda-feira (15/03/2021), por meio de reunião virtual, entre o governador Rui Costa (PT), o CEO do Fundo Soberano, Kirill Allexandrovich Dmitriev, e o presidente do Consórcio Nordeste e governador do Piauí, Wellington Dias. O primeiro lote com doses do imunizante chegaria à Bahia no mês de abril.

A fala do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na quarta-feira,14/07/2021, em audiência na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara, que o Programa Nacional de Imunização (PNI) encerra de vez as promessas não cumpridas pelo do governador Rui Costa e do consorcio nordeste. O ministro destacou que não vai contar com imunizantes que não têm o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anivsa).

O  Ministro destacou também que o Brasil já comprou 600 milhões de vacinas contra a Covid-19. De acordo com Queiroga, 40 milhões de doses serão entregues em julho e 60 milhões em agosto.”Entendemos que o que temos de número de doses já é o suficiente para imunizar a população brasileira até o final do ano. O que temos feito é buscar a antecipação de doses.”

Mais de 50% da população baiana com 18 anos ou mais recebeu a primeira dose ou dose única da vacina contra a Covid-19. A marca foi alcançada no sábado (10/07). Ao todo 5.384.620 pessoas receberam a primeira aplicação e outras 202.885 já estão imunizadas com a vacina de dose única. Isso representa 50,1% da população baiana acima dos 18, estimada em 11.148.781.

Esta marca só foi possível graças ao Governo Federal. Todas as vacinas de estados e municípios, foram ofertadas pelo Presidente Jair Messias Bolsoanaro, através do Ministério da Saúde.

 

Fonte: Giro de Notícias

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *