Ligue-se a nós

NOTÍCIAS

COVID-19: Especialistas pedem responsabilidade aos jovens

Publicado

no

Nas ruas, muita gente não cumpre os protocolos de segurança e prevenção da doença. Esse é um dos motivos de aumento dos casos de Covid na capital, Salvador e em todo o estado.

Faltando poucos dias para as festas de final de ano, Salvador passa por um momento crítico da pandemia do coronavírus, Com 77% de ocupação de leitos hospitalares ocupados, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) pede mais uma vez a colaboração da população para conter esta onda, que atinge todos os bairros da cidade mas com situação de medidas de alerta para Pernambués, Pituba, Brotas, Santa Cruz e Itapuã. Outro apelo é para que os jovens colaborem e não se aglomerem.

Pernambués comanda o ranking dos bairros com 3.447 casos registrados, em segundo vem a Pituba com 3.198, seguido por Brotas com 2.703, Santa Cruz com 2.622 e Itapuã com 2.195. Os casos confirmados em relação a etnia atingiram 46% de pardos e 21% de brancos. Por faixa etária o grupo mais atingido são as pessoas entre 30 a 39 anos (24%), seguidas pela faixa etária de pessoas entre 40 a 49 anos com (22%) e logo depois pessoas entre 50 a 59 anos (16%). De 60 a 69 anos representam (9%) dos atingidos.

Nos bairros mais afetados, a prefeitura está realizando novamente a testagem rápida, fazendo higienização ostensiva e distribuindo máscaras a população, além de esclarecer, sobre a importância do distanciamento social.

A Prefeitura de Salvador (PMS) diz que está empenhada em fazer a sua parte e se prepara para enfrentar a segunda onda da pandemia com o retorno das medidas de proteção à vida, estimulando as pessoas a usar máscara, a testagem e com o inquérito epidemiológico. “Assim a gente consegue conscientizar as pessoas para evitar uma segunda onda ainda mais forte que a primeira. Além disso, nós estamos ampliando a disponibilidade de leitos de UTI, foi assim que o Hospital Municipal voltou a capacidade máxima e da mesma forma o Hospital de Referência do Itaigara. Também estamos com o Plano de Imunização de Salvador pronto e com quatro freezers que vão a uma temperatura de até -86°C para armazenamento das doses assim que o Governo Federal finalizar o processo de validação das vacinas”, diz o secretário municipal de saúde Léo Prates.

Léo também destaca, “nesse momento é importante que todos estejam unidos em prol do bem comum. A Prefeitura está empenhando todos os esforços para ofertar uma rede de assistência para acolhimento dos infectados, mas nossos esforços são finitos. É necessário que a população em geral, sobretudo os mais jovens, mantenham as medidas de proteção com o uso da máscara, higienização das mãos e evite aglomerações para inibir o colapso da rede.”

Sobre as festas com aglomerações dos jovens, amplamente divulgadas e denunciadas em noticiários, a pneumologista, Larissa Voss Sadigursky, orienta, “independente do ambiente, existem regras básicas a serem seguidas, como evitar aglomerações, contato pessoal, bem como a higienização das mãos e uso de máscara nos ambientes. O principal desafio é lidar com aglomerações.”

Larissa reforça que “ máscara e distanciamento sempre são essenciais. Nestas festas estão se contaminando por aerossóis , , um grande foco de contaminação da covid -19, sem distanciamento um contamina o outro e disseminam a doença. Nos jovens ela vem mais leve, às vezes são assintomáticos, mas quando chegam em casa e tem contato com pai, mãe avó, sem máscara e pessoas que tem fatores de risco acabam adoecendo.Temos visto famílias inteiras adoecendo. Justamente porque a população mais jovem está se expondo, saindo e sem o devido cuidado. A questão não é sair é não se cuidar. Tem que seguir os protocolos.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *