Ligue-se a nós

POLÍCIA

Sargento da PM, mulher e amante são presos por roubo de R$ 820 mil em joias e celulares

Publicado

no

Foto: Divulgação/SSP

Bahia

Sargento da PM, mulher e amante são presos por roubo de R$ 820 mil em joias e celulares

Irmãos e filho do militar também faziam parte da quadrilha; prisão foi no oeste da Bahia

Um sargento da Polícia Militar foi preso junto com sua esposa, seu filho, seus irmãos e sua amante pela Polícia Civil no oeste da Bahia nesta sexta-feira (13). Os presos, que foram capturados nas cidades de Barreiras, Bom Jesus da Lapa e Santa Maria da Vitória, formavam uma organização criminosa que roubou R$ 820 mil reais em joias e celulares na região.

As prisões foram feitas por equipes da 26ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) de Santa Maria da Vitória, com apoio da Corregedoria da Polícia Militar, durante a operação “Ostentação”.

O PM, que estava lotado na Polícia Rodoviária Estadual, é apontado como líder da quadrilha. Os irmãos já possuíam mandados de prisão. O filho do militar, a esposa e a amante foram presos em flagrante com armas e munições.

Com os presos, a polícia apreendeu uma pistola, uma espingarda, carregador, munições de diversos calibres, joias, uma  motocicleta modelo CB600, R$ 5,7 mil em espécie, 300 formulários de CRLV em branco, entre outros itens.

Ação da quadrilha

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o policial militar, com 25 anos de carreira, se aproximava dos estabelecimentos comerciais e iniciava uma relação de amizade com funcionários e proprietários.

O objetivo era levantar os horários de funcionamento e de chegada dos materiais.
Depois do período de observação, o grupo entrava em contato como um cliente normal e agendava para realizar a compra. Durante a ação, o policial ficava do lado de fora, enquanto seus irmãos praticavam o assalto. Em 2021, no mês de março, o grupo roubou ouro, diamante e outras pedras preciosas, avaliadas em 60 mil reais, na cidade de Santa Maria da Vitória.

Ainda em 2021, no mês de dezembro, o grupo roubou R$ 760 mil, em celulares, no município de São Félix do Coribe.

O titular da 26ª Coorpin, delegado Alexandre Haas Pinheiro Cunha, não descarta o envolvimento do grupo em outro crimes. “O trabalho continua e aproveito para agradecer o empenho de todas as unidades da Polícia Civil da região Oeste e da Corregedoria da PM”, conclui. ☆☆☆

Fala Mara | Correio24h

Anúncio
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nosso WhatsApp

Publicidade

Publicidade